Olá meus amores!!!!! Desde já agradeço a sua visita por aqui, sejam sempre bem vindas(os), amo recebe-las(os). Como vocês estão? Sabemos que com Cristo estamos sempre bem.
Esses dias estou lendo um livro de Augusto Cury, que por sinal é um excelente escritor. E vim trazer para vocês um trecho bem interessante do seu livro: Mulheres inteligentes, relações saudáveis. Quem já leu sabe o quanto esse livro é riquíssimo, estou sendo muito edificada, logo, logo trarei a resenha dele.



MULHERES STOP-SHOP

Para essas mulheres o cartão de crédito e os shoppings são as maiores invenções humanas. São fascinadas pelo ter, embora nem sempre abandonem o ser. Adoram decoração, bolsas, sapatos, roupas. e, acimas de tudo, gostam de uma prestação, amam comprar a prazo. O cartão de crédito é, portanto, sua arma, seu solo, seu ar. Não podem ver uma loja aberta que ficam vidradas na vitrine, por isso o nome STOP(pare)-SHOP(lojas). quando vão aos shopping centers entram em êxtase. Para o drama de seus homens, são capazes de permanecer hores ou até dias, se forem deixadas, passeando de lojas em lojas. Têm forte tendência para o consumismo, mas nem todas são compradoras compulsivas. Mesmo que não sejam consumistas, adoram experimentar roupas nas lojas.

ASPECTOS POSITIVOS. Não pensem que essas mulheres não têm características positivas. Têm e muitas. As mulheres stop-shop costumam ser agradáveis. Gostam não apenas de se presentear, mas de presentear filhos, maridos, amigos. A maioria é bem-humorada, são sociáveis, amam dar festas e jantares. Algumas têm elevado prazer em servir, satisfazer e extrair o sorriso dos outros.

ASPECTOS NEGATIVOS. Apesar das características saudáveis essas mulheres deslumbram-se com o ter. Muitas não pensam no futuro. Por usarem  excessivamente o crédito ou cartão de crédito, algumas vivem atoladas em dívidas. Esquecem-se da tese "O DINHEIRO TRAZ PRAZER, MAS A FALTA DELE TRAZ TREMENDA DOR DE CABEÇA". 


MULHERES AUTÔNOMAS/TRANSPARENTES

Refletem socialmente o que elas mesmas são: verdadeiras, retas, transparentes com outras e, em destaque, consigo mesmas. Não dissimulam seus sentimentos, nem disfarçam seus conflitos. São emocionalmente protegidas, não esperam muitos dos outros. Têm um Eu maduro e espontâneo. Não têm medo de falar de suas lágrimas, crises e dificuldades. São, acima de tudo, naturalmente belas. Têm autoestima elevada e autoimagem sólida. Não se sentem deuses, nem divas, mas um ser humano consciente de que todos possuem qualidades e defeitos.

ASPECTOS POSITIVOS. Mulheres autônomas possuem consciência plena de sua beleza exterior e interior, mesmo que estejam fora do padrão tirânico de beleza. Não sentem necessidade vital de procedimentos estéticos, mas se os fizeres não são para ficarem bonitas, mas para cristalizarem a beleza que têm certeza de que já possuem. sua mente é o próprio espelho, não têm, portanto medo do espelho físico.

ASPECTOS NEGATIVOS. Apesar de possuírem uma mente inteligente e uma personalidade madura, as mulheres autônomas também têm seus defeitos, pois, em psiquiatria, psicologia e filosofia, todos somos produtos inacabados. Por serem transparentes, podem machucar quem amam, dizer palavras adequadas em momentos inoportunos ou dizer palavras inadequadas em momentos oportunos. Por se sentirem naturalmente belas, podem criticar excessivamente quem tem preocupação neurótica com a própria imagem social. Correm o risco de pressionar quem amam a se enquadrar em seu elevado padrão intelectual e emocional. (trecho do livro Mulheres inteligentes, relações saudáveis, de Augusto Cury)


Quem se identificou com algum tipo desse? Eu me identifiquei com um deles kkkkk
até cheguei a pensar que o autor estava falando de mim. kkkkk. Então meus amores, desejo que tenham gostado e se lembrou de alguma amiga, envia para ela esse post, acredito que ira gostar. Um forte abraço, fiquem com Deus e que sejamos mulheres que fazem a diferença em meio a esse mundo onde muitas tem esquecido do seu valor e tem vivido de uma forma que não agradam ao Senhor. Beijosssss!!!

Embaixadora de Deus




Deixe um comentário